quinta-feira, 4 de maio de 2017

Mãos Talentosas





O filme conta a história de vida de Benjamin Solomon Carson, o maior neurocirurgião pediatra entre as décadas de 80 e 90. O auge da sua carreira foi quando operou gêmeos siameses da Alemanha, separando o cérebro dos bebês, a primeira operação na história da medicina em que os dois bebês sobrevivem.

Em 2008 o Dr. Carson ganhou a Medalha Presidencial da Liberdade na Casa Branca (a mais alta honraria civil da nação), além de diversas outras honrarias.
Impossível não admirar a história de Ben Carson, menino negro e pobre, criado somente pela mãe e com problemas de aprendizagem. Rotulado de burro pelos colegas de sala, Ben acreditou mesmo que era incapaz de ser bem sucedido na vida. 
Sua mãe teve um papel fundamental na mudança de postura do filho diante da vida. Ela não aceitou que seu filho fosse burro. 
Sonya Carson, que havia feito somente até a terceira série, incentivou Ben e seu irmão a estudarem o máximo possível. Ordenou que os dois filhos estudassem a tabuada inteira. E o menino que não acertava uma questão na prova de matemática começou a tirar boas notas. Depois percebeu que seus filhos estavam desperdiçando um tempo precioso de vida assistindo televisão. Então tomou a mais acertada atitude, cortar o tempo de TV (só poderiam assistir dois programas de TV por semana) e o restante do tempo decretou que lessem dois livros (cada um), e lhe entregassem os resumos por escrito.
Carson terminou a 8ª série com o prêmio de melhor aluno. Como excelente aluno, mais tarde ganhou bolsa de estudos para a Universidade de Yale. Em uma entrevista disputando a residência médica lhe foi perguntado por qual motivo ele deveria ser escolhido entre centenas de candidatos e porque queria ser um neurocirurgião. Carson responde dizendo que o cérebro é um milagre, expondo sua fé. Ele ficou com a vaga, destacando-se e posteriormente tornando-se chefe da Neurocirurgia Pediátrica daquele Centro Hospitalar. 
Ben Carson descobriu cedo que queria ser médico, ainda menino, ouviu um sermão na igreja sobre um médico missionário. Enquanto o pastor pregava, ele se viu na situação, vestindo um jaleco branco, chegou em casa decidido que seria médico. Ao contar para sua mãe, Sonya Carson lhe disse: “você pode ser o que quiser nessa vida, contudo que trabalhe pra isso”.
Outra frase marcante de sua mãe foi “Você pode fazer tudo o que os outros fazem. Só que você faz melhor”.
Essa linda história é fruto de muito incentivo, muito estudo, perseverança e também oração. 

Nenhum comentário: